O governo do Paraná informou nesta quarta-feira (28) que receberá do Ministério da Saúde mais 309.200 doses de vacinas contra a covid-19. A data da décima quinta remessa do governo federal ao Paraná, contudo, não foi informada. De acordo com o governo estadual, a remessa chegará “nos próximos dias”. Desde o início da campanha de imunização, as remessas têm sido feitas semanalmente. Em algumas cidades do Paraná, até a chamada para a segunda dose foi interrompida por falta de vacina. Em Curitiba, o calendário da primeira dose parou nos 63 anos.

LEIA TAMBÉM:

>> Curitiba prorroga bandeira laranja e libera atividades para dia das mães

>> Após semanas em queda, casos ativos de coronavírus voltam a subir em Curitiba

De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), no cálculo do Ministério da Saúde, todas as 309.200 vacinas seriam destinadas à primeira dose de grupos prioritários: pessoas de 60 a 64 anos e profissionais da segurança pública e salvamento. São 6.200 doses da Coronavac, fabricada pelo Instituto Butantan/Sinovac, e 303.000 da Covishield, da Universidade de Oxford/Astrazeneca/Fiocruz.

Das vacinas da Fiocruz, 270.380 são destinadas ao prosseguimento da vacinação de pessoas de 60 a 64 anos e 2.277 doses devem ser aplicadas a profissionais de segurança, salvamento e Forças Armadas. As demais doses do lote são da reserva técnica. Já as doses da Coronavac são destinadas somente às pessoas entre 60 e 64 anos. São 5.581 doses para o grupo, além das destinadas à reserva técnica.