Os pedestres são vítimas da fumaça
expelida pelos ônibus da capital.

Os pedestres são vítimas da fumaça expelida pelos ônibus da capital. Isso acontece principalmente quando os veículos param, arrancam ou percorrem trechos de subida.

A vendedora autônoma Elizabeth Prisse costuma fazer caminhadas diárias pela pista. Ela conta que chega a voltar para casa com as roupas e os cabelos cheirando à poluição.

A cabeleireira Sirley Lemes também reclama. Ela diz que a linha Circular Sul traz muitos benefícios aos moradores do Portão, mas que o nível de poluição emitido pelos ônibus deveria ser melhor regulado.

Diante das denúncias, o gerente de vistoria e cadastro do transporte coletivo da Urbs, Élcio Luiz Karas, diz que vai ser realizada uma blitz na Wenceslau Brás para verificar visualmente o nível de fumaça emitida pelos ônibus. (Leia mais na edição de amanhã do jornal O Estado do Paraná)