Com o cenário econômico incerto por conta do coronavírus, 12,5% dos pequenos negócios paranaenses perderam mais de 80% do faturamento entre março e maio. Ainda que preocupante, o número é 50% menor do que a estimativa nacional. Os dados foram apurados pela vhsys s, empresa de tecnologia com sede em São José dos Pinhais, que fez um levantamento em duas etapas para entender o impacto da Covid-19 nas pequenas empresas. A pesquisa foi aplicada com 10 mil clientes da startup em todo o Brasil.

LEIA MAIS – Governo vai dar desconto de até 70% e parcelar dívidas pessoais e de empresas

Os questionários, contendo dez perguntas, foram respondidos na primeira semana de março e, novamente, em maio, com o acréscimo de dois novos questionamentos. Entre os quesitos abordados, foi perguntado o que os empresários estão fazendo para minimizar os impactos causados com a pandemia. No Paraná, enquanto em março, 58,3% dos respondentes disse estar reduzindo custos, em maio já eram 67,2%. A renegociação de dívidas também cresceu: passou de 41,7% para 45,3%.

VIU ESSA? – Caixa abre empréstimo pra micro e pequenas empresas na pandemia: veja como solicitar

Foi apurado que 12,5% dos pequenos negócios perderam mais de 80% do faturamento entre março e maio, embora 29% já tenham perdido mais do que 50%. Os dados nacionais são de que 25% das pequenas empresas brasileiras perderam mais de 80% do faturamento nos últimos meses.

Em um primeiro momento voltado a entender a base de clientes, o estudo se mostrou relevante para compreender a realidade das companhias com faturamento de até R$25 mil ao mês. É o que explica um dos responsáveis pelo estudo, Robson Henrique Salgado, Coordenador de Branding da vhsys.

“Pretendíamos levantar os dados para saber como ajudar nossos clientes e, assim promovermos mudanças, mas vimos que o material pode ser essencial para entender as pequenas empresas, que geralmente, não são ouvidas como as grandes”, disse.

VEJA MAIS – WhatsApp vai permitir envio de dinheiro pelo aplicativo no Brasil

Traçando um comparativo entre os momentos distintos em que a empresa ouviu os clientes, no Paraná, o corte no quadro de colaboradores teve um crescimento de 22% e o foco em vendas on-line cresceu 19%. A dinâmica de trabalho também sofreu alteração: o número de funcionários em férias coletivas teve uma queda de 33%, equipes em home office reduziram em 30%, e o fechamento do negócio temporariamente caiu 27%. Os paranaenses estão sem perspectiva para o fim da pandemia, já que 93,8% das pessoas ouvidas acreditam que levará mais de 3 meses para o fim da crise.

Reginaldo Stocco, CEO da vhsys, acredita que os números são relevantes para o mercado como um todo. “Os dados poderão ser utilizados para traçar um comparativo entre expectativa versus realidade durante esse período e, inclusive, ajudar as pequenas empresas a se planejarem. Esperamos, muito em breve, realizar uma terceira etapa para mapear o início, o meio e, então , o fim”, concluiu.


A Tribuna precisa do seu apoio! 🤝

Neste cenário de pandemia por covid-19, nós intensificamos ainda mais a produção de conteúdo para garantir que você receba informações úteis e reportagens positivas, que tragam um pouco de luz em meio à crise.

Porém, o momento também trouxe queda de receitas para o nosso jornal, por isso contamos com sua ajuda para continuarmos este trabalho e construirmos juntos uma sociedade melhor. Bora ajudar?