A Colônia de Pescadores de Matinhos está denunciando que desde o último sábado cerca de cinqüenta navios de pesca industrial estão operando no litoral do Paraná. O presidente da colônia, Adail João Pinto, afirma que eles estão muito perto da costa, desobedecendo leis ambientais. Eles pescam com uma rede muita fina, que captura vários tipos de animais marinhos. O que não é aproveitado é jogado de volta ao mar.

Adail fala que os pescadores fazem a pesca artesanal com redes bem maiores das usadas pelos grandes barcos. “Se continuar assim, daqui a dez anos não vai mais haver peixe aqui”, reclama. Ele conta ainda que a capacidade de cada embarcação é de 50 toneladas. “Eles não vão embora enquanto não conseguem completá-la”, denuncia.

Como prova da mortalidade indiscriminada de peixes, Adail revela que os pesqueiros distribuíram a população local cerca de 3 mil quilos de pescado que iam ser jogados fora. “A rede deles varre o fundo do mar. Pega desde manjuba a peixes de 40 quilos, além de lulas, siri e camarão”, completa.