O Batalhão de Polícia Ambiental Força Verde da Polícia Militar fez nova apreensão de palmito na noite de quinta-feira. Foram encontradas 1.128 unidades de planta in natura, amarradas em feixes e prontas para transporte. Um homem foi preso. O palmito seria levado para Santa Catarina. Agora, já passam de 2 mil as unidades de palmito apreendidas apenas pelo 4.º pelotão da 1.ª Companhia de Polícia Ambiental desde o início do ano.

A apreensão aconteceu nas proximidades do quilômetro 15 da BR-116, em Campina Grande do Sul, Região Metropolitana de Curitiba (RMC). O palmito estava em uma fazenda, numa estrada secundária. Segundo o sargento Robinson dos Santos Nunes, a polícia chegou até o grupo de palmiteiros a partir de denúncia anônima feita ao posto de fiscalização do Capivari. ?Havia outras pessoas com o homem que conseguimos prender, mas elas fugiram pelo mato?, disse.

O rapaz vai responder a um termo circunstanciado por armazenamento ilegal de palmito. Contra ele, foi emitida ainda multa administrativa do Instituto Ambiental do Paraná (IAP) no valor de R$ 14.100,00. A polícia já sabe que o palmito foi cortado de uma área de preservação permanente da localidade conhecida como Bairro Alto, no município de Antonina. Essas informações foram repassadas ainda na parte da tarde de quinta-feira ao Batalhão Ambiental.

Denúncias

O Batalhão de Polícia Ambiental da PM recebe denúncias pelo Disque Força Verde, através do telefone 0800 643 0304. Além disso, os policiais que estão trabalhando dia e noite nos postos de fiscalização também recebem denúncias. Além do palmito, desde o início do ano, o mesmo pelotão já recolheu cerca de 400 metros de rede de pesca, equipamentos de caça e pesca diversos e armadilhas. (AEN)