Uma fraude de R$ 60 milhões contra o Banco do Brasil colocou a Polícia Civil nas ruas de Maringá, região Norte do Estado, Loanda e Porto Rico, no Noroeste. Buscas tentam encontrar um gerente do banco e um microempreendedor que são os principais suspeitos de desviar dinheiro de funcionários da instituição financeira.

A investigação começou em outubro de 2019, quando o Banco do Brasil percebeu que o gerente-geral que de uma agência no Noroeste do Paraná alterava a senha de seus subordinados para efetuar transferências financeiras para o microempreendedor. Na sequência enviava o dinheiro para contas jurídicas. Além disso, o gerente suspeito teria usado uma senha de outro funcionário do banco no estado de São Paulo para que não fosse descoberto.

LEIA MAIS – Pitbulls furtados são recuperados pela polícia e devolvidos aos tutores em Curitiba

Dez policiais participaram da ação com cinco mandados de busca e apreensão. Não se descarta a participação de outras pessoas no golpe. A Polícia Civil segue a investigação.


A Tribuna precisa do seu apoio! 🤝

Neste cenário de pandemia por covid-19, nós intensificamos ainda mais a produção de conteúdo para garantir que você receba informações úteis e reportagens positivas, que tragam um pouco de luz em meio à crise.

Porém, o momento também trouxe queda de receitas para o nosso jornal, por isso contamos com sua ajuda para continuarmos este trabalho e construirmos juntos uma sociedade melhor. Bora ajudar?