Os donos de imóveis em Guaratuba aprovaram a segunda fase da campanha para regularizar as ligações de esgoto. Eles já estão desinfectando e desativando as fossas sépticas das casas. A campanha lançada pela Sanepar, no início desta semana, faz parte do Programa Se Ligue na Rede e conta com o apoio do Instituto Ambiental do Paraná e da Força Verde. ?Estamos buscando a despoluição das praias do litoral e para isso contamos com o apoio da população. Estamos intensificando ações com o apoio do Poder Judiciário e a meta é regularizar todas as ligações de esgoto?, comenta a diretora de Meio Ambiente e Ação Social da Sanepar, Maria Arlete Rosa.

O administrador Marcos Eduardo Zotto Pinto, ficou sensibilizado com a campanha da Sanepar e regularizou a ligação da casa. ?Fui criado brincando em Guaratuba e nos últimos anos percebi que já não podia mais brincar no mar com meus filhos. As praias não estavam mais seguras e saudáveis?. Ele contou que quando viu a campanha resolveu dar sua contribuição para a despoluição. ?Sei que é uma colaboração pequena, mas se cada um fizer sua parte, a condição da água do mar vai voltar a ser a mesma de quando eu era criança?, diz.

O pedreiro José Maria Borges, também apoiou a campanha. Para ele, intensificar a fiscalização e orientar para que todos regularizem a ligação e construam fossas adequadas é a única maneira para despoluir o mar. ?Este trabalho tem feito com que muitos proprietários desativem as fossas e regularizem a ligação. Lá em casa fizemos isso logo que passou a rede coletora?, diz. Ele também conta que é a primeira vez que vê uma campanha tão intensa. ?Achei muito boa a campanha. Já está na hora de todo mundo ter consciência e fazer a ligação,? desabafa.

O aposentado João Pereira Filho diz que assim que foi notificado buscou informações de como fazer corretamente a ligação do esgoto. ?Liguei no 115 e me informei. Depois procurei profissionais que fizessem o serviço como orientou a Sanepar. Pereira também conta que antes de fazer a ligação limpava a fossa periodicamente. ?Temos que fazer as coisas bem feitas, para garantir saúde para nós e para todo mundo?, finaliza.