Foto: Fábio Alexandre

Ilha do Mel: moradores indignados.

Moradores da Ilha do Mel que pertencem ao conselho gestor do local entregaram ontem um manifesto aos representantes do governo do Estado no órgão. Eles estão indignados com algumas ações do conselho, como a não-prestação de contas da taxa de visitação da ilha por parte do Instituto Ambiental do Paraná (IAP); a identificação dos moradores, que não foi finalizada – mesmo tendo a verba liberada -, e a reparação de alguns problemas na construção do novo trapiche, localizado em Nova Brasília.

O manifesto foi assinado por diversas associações e entidades, como a Associação do Comércio de Encantadas. Susi Albino, que faz parte dessa associação, explicou que o documento reivindica mais agilidade na concretização das propostas para a ilha. ?O manifesto tenta dar um basta na morosidade. Queremos que o Estado se posicione sobre tudo isso.? Segundo ela, o governo não dá retorno sobre as ações propostas pelo conselho, não cumpre os prazos e ainda não é transparente no que diz respeito aos membros do órgão.

Carlos Gnata, também representante da associação, disse que essas entidades não vão mais votar nem assinar nada enquanto os integrantes do governo no conselho não prestarem todas as contas. A reportagem procurou a assessoria do IAP para falar com os representantes do governo no conselho, mas não obteve retorno.