Foi aberto inquérito policial para investigar a morte de duas crianças que foram atendidas no Hospital Municipal da cidade de Contenda, na Região Metropolitana. Parte da população de 13 mil habitantes ficou revoltada e realizou um protesto em frente ao hospital. Os corpos das duas crianças, uma de seis meses e outra natimorta, foram encaminhados para o Instituto Médico Legal de Curitiba.

O major da Polícia Militar Hermes Binder Filho, que responde pela Delegacia de Contenda, já ouviu os médicos e enfermeiros e aguarda até o fim da semana pelo resultado dos exames. “Se for confirmado que houve negligência vão ser tomadas as medidas cabíveis”, garante.

Segundo o major, a mãe do bebê de seis meses foi anteontem ao hospital para uma consulta. A médica que fez o atendimento afirmou que o caso não era para internamento. Mas desde que a menina voltou para casa não parou de chorar e faleceu às 4 horas da manhã de ontem.

Uma possível negligência no atendimento também pode ter provocado a morte do outro bebê antes do parto. A mãe da criança começou a sentir as dores na quarta-feira pela manhã, mas o médico mandou para casa porque ela ainda não estaria em trabalho de parto. À noite as dores pioraram e o marido a levou novamente ao hospital. Por volta das 6h30 de ontem a mãe foi encaminhada ao Centro de Cirurgia. Às 7h30 o bebê nasceu morto, e foi retirado por fórceps. Um homem de 49 anos, com cirrose hepática, também morreu no hospital na madrugada de ontem. Mas a família afirmou que ele estava doente há muito tempo e o hospital teria feito o que podia por ele. Os moradores fizeram um abaixo-assinado pedindo para que a Prefeitura troque a atual equipe médica do hospital. A Secretaria Estadual de Saúde está acompanhando o caso.