O governador do Paraná, Beto Richa, autorizou nesta quarta-feira (28) a realização da licitação para contratar o serviço que irá construir um novo acesso para caminhões ao Pátio de Triagem do Porto de Paranaguá.

Orçado em R$ 2,4 milhões, o projeto prevê a construção de 1,2 quilômetros de via marginal para ordenar o fluxo de caminhões ao Pátio, promovendo a segurança no tráfego e mais agilidade no acesso.

A solução prevê implantação de canteiro central e delimitação do acesso ao pátio de triagem por via marginal, desde a rotatória da Avenida Senador Atílio Fontana até a marginal de acesso.

Com a implantação do canteiro central, o fluxo de veículos vindos da Estrada Velha de Alexandra – que dá acesso ao Pátio – em direção à Rua 13 será impedido, evitando o cruzamento na BR 277.

A obra de construção do novo acesso ao Pátio de Triagem integra um Programa de Recuperação e Ampliação da Capacidade do Pátio de Triagem do Porto de Paranaguá.

De acordo com o superintendente da Appa, Luiz Henrique Dividino, o objetivo do programa é melhorar o nível de atendimento dos serviços nos portos paranaenses.

“O Pátio de Triagem foi construído na década de 70 e, de lá para cá, não passou por reformulações. Com as soluções que implantaremos, será solucionado o problema das filas de caminhões que se repetem a cada safra. A determinação do governador Beto Richa é de que os exportadores e os caminhoneiros não podem sofrer com o problema de falta de estrutura do Porto. E estamos trabalhando para resolver esta questão”, disse.

Programa

Além do novo acesso, o Programa de Recuperação do Pátio prevê melhorias na iluminação, sinalização, sonorização, recuperação da pavimentação, nova estrutura para recepção de caminhoneiros e ampliação de área para recebimento de caminhões.

A Appa concluiu a pavimentação e concretagem de algumas vias internas do pátio. Ainda em dezembro, será licitada a contratação de um serviço que prevê a melhoria em todo o sistema de sonorização do pátio, usado para chamar os caminhões liberados para descarregarem nos terminais.

Também será feita nova pintura com marcação dos boxes de estacionamento dos caminhões, para ordenar as vagas disponíveis e evitar mau uso das mesmas, o que acaba causando diminuição no número de boxes.

Está prevista para o início de 2013 a realização da obra da quarta pista de rolamento com 100 metros de comprimento que dá acesso ao setor de classificação de produtos, feita pela Codapar.

O pátio contará com novas placas de sinalização internas, para orientar o fluxo e marcar os setores. A Diretoria Técnica da Appa está finalizando ajustes no prédio recém construído, que vai dar lugar ao receptivo de caminhoneiros.

O lugar servirá como apoio enquanto os motoristas aguardam para fazer a descarga dos caminhões. O local terá bancos, balcão de informação, sala de espera e banheiros.

Ampliação

O Programa de Recuperação e Ampliação da Capacidade do Pátio de Triagem do Porto de Paranaguá prevê também a ampliação do pátio, através da aquisição de uma nova área suficiente para dobrar a atual capacidade do local.

“As obras no Pátio integram o amplo programa de modernização dos portos paranaenses que está sendo promovido pelo Governo do Paraná, com o objetivo de adequar os portos às necessidades atuais, melhoran,do a qualidade do serviço e acabando com o problema das filas”, disse Dividino.

Acesso

Na nova via de acesso ao pátio será instalado um sistema de iluminação e sinalização, com o objetivo de aumentar a segurança viária e prestar as informações necessárias aos usuários da rodovia.

A obra conta ainda com projeto de paisagismo, com a instalação de passeios ao longo das áreas de acesso ao pátio, bem como o enleivamento (plantação de grama) nas áreas não pavimentadas. A previsão é de que a obra leve cerca de 120 dias para ser concluída, a partir da assinatura do contrato com a empresa ganhadora da licitação.

Com a finalização do novo acesso, passa a operar o novo portal de entrada do pátio, equipado com cinco guaritas de entrada e saída de caminhões. A obra vai permitir que o fluxo de caminhões, principalmente durante a safra, seja atendido com maior agilidade.