Apenas oito de 43 pontos analisados na orla paranaense estão próprios para banho. Os números fazem parte do primeiro boletim de balneabilidade da temporada 2008/2009, divulgado ontem pelo Instituto Ambiental do Paraná (IAP).

Dos pontos considerados próprios para o banho, metade está no município de Matinhos, e a outra metade em Guaratuba (veja quadro). Em Pontal do Paraná e na Ilha do Mel, que pertence ao município de Paranaguá, todos os locais testados – um total de 15 – foram classificados como impróprios.

O secretário do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Rasca Rodrigues, atribuiu os resultados da balneabilidade às fortes chuvas que aconteceram durante o período de coleta de água.

“Os esgotos são levados pela chuva até as praias e isto interfere no resultado dos boletins”, explicou. Para ele, é normal, nesta época, que os índices apontem vários pontos impróprios. “A tendência é que os índices melhorem”, previu.

Rasca também observou que a falta de saneamento básico é a principal causa de todos os pontos medidos na Ilha do Mel e em Pontal do Paraná serem considerados impróprios.

As cinco coletas de água utilizadas nas análises foram efetuadas entre os dias 20 de novembro e 11 de dezembro. Para um ponto ser classificado como impróprio, a última amostra medida deve apresentar mais de 2 mil coliformes fecais por 100 mililitros de água. Outra possibilidade é se duas ou mais amostras apresentem mais de 800 coliformes por 100 mililitros.

O IAP ressaltou que os índices referem-se a trechos de 200 metros – 100 metros à esquerda e à direita de cada ponto analisado -, e não a praias inteiras. E informou que barracas e bandeiras vermelhas indicarão aos banhistas os trechos poluídos.

Se a barraca for azul, é sinal de que o local é próprio para o banho. O órgão promete divulgar os boletins de balneabilidade toda quarta-feira e domingo, até o final da Operação Verão.