O Edifício Humberto de Alencar Castelo Branco, no Centro Cívico, que está sendo reformado vai abrigar o Museu de Artes do Paraná (MAP) e o Museu de Arte Contemporânea. Junto ao prédio está sendo construído um anexo projetado por Oscar Niemeyer, autor do projeto do antigo edifício. O espaço deve ser referência nacional em termos de modernidade.

O Museu de Arte do Paraná ficava no Palácio São Francisco, que está sendo reformado para abrigar o Museu Paranaense. Amanhã, o MAP será instalado provisoriamente em uma sede no Batel, a Casa Gomm. Quando acabar as reformas terá seu lugar definitivo no Castelo Branco e o Paranaense devolve o prédio para a Prefeitura de Curitiba.

Obras dos aventureiros estrangeiros, viajantes, ou de artistas radicados no Paraná a partir do século 19, e uma grande produção artística dos anos 60, fazem parte do acervo da instituição. Cerca de trezentas obras de artistas paranaenses ou de nomes ligados à cultura do Paraná fazem parte da coleção, partindo de John Henry Elliot (1809-1884), Guilherme Michaud (1829-1902), passando por Alfredo Andersen e seus discípulos, Guido Viaro (1897-1971), e chegando a Jair Mendes (1938), Juarez Machado (1941) e Suzana Lobo (1944), trabalhos que marcaram época até a década de 60.

O acervo do Museu de Arte Contemporânea do Paraná também vai encontrar lugar no novo espaço. As obras vêm sendo coletadas desde sua fundação, em 1970, através das premiações do Salão Paranaense e de doações, que são submetidas à avaliação e aprovação do Conselho Consultivo do Museu. São mais de 1.150 obras entre pinturas, desenhos, gravuras, esculturas e outras manifestações artísticas, que perfazem a trajetória da arte contemporânea do país e, em especial, do Paraná. Nomes conhecidos nacionalmente fazem parte do acervo, entre os quais Arcangelo Ianelli, Tomie Othake, Juarez Machado, Kathe Kollwitz, Burle Marx, Luiz Henrique Schwanke, Uiara Bartira, Raul Cruz, Zimmermann, Poty. O acervo é apresentado, alternadamente, em exposições temáticas, propiciando ao espectador a oportunidade de aprimorar seus conhecimentos através do convívio com obras de arte.