Integrantes da União Nacional por Moradia Popular (UNMP) ocuparam na manhã desta terça-feira (28), um prédio na esquina da Rua Conselheiro Laurindo com Av. Sete de Setembro, no centro de Curitiba. Aproximadamente 100 pessoas chegaram ao local às 9h. No início da tarde, cerca de 30 ainda permanecem no prédio.

Os manifestantes pretendem permanecer no local até às 18h desta terça. A ocupação integra um calendário nacional do UNMP, que reivindica que prédios ociosos da União sejam transformados em moradias populares.

Até o final do ano passado, funcionava no prédio o shopping Station Mall. A construção pertence à Rede Ferroviária Federal Sociedade Anônima (RFFSA), que, há dez anos, alugava o imóvel para terceiros. No final de 1999, o contrato com a RFFSA foi cancelado e o imóvel repassado à União.

De acordo com a assessora jurídica da UNMP, Carolina Alves, as reivindicações incluem a suspensão do leilão dos imóveis da RFFSA e que os prédios ociosos do INSS sejam destinados para programas de habitação populares.

“Queremos chamar a atenção para os imóveis da União que estão abandonados. Muitos imóveis acabam sendo leiloados quando deveriam ser destinados a moradias populares”, afirma Carolina. Segundo a UNMP, existem no país mais de cinco milhões de espaços ociosos que poderiam ser destinados a habitação.