O prefeito Luciano Ducci assinará nesta quarta-feira (8), às 14h, no Salão de Atos do Parque Barigui, termo de cooperação técnica com o Ministério da Saúde e o Instituto Nacional de Câncer (Inca) para aumentar o número de mamografias ofertadas pelo programa Mulher Curitibana, a primeira estratégia organizada no Brasil para rastreamento do câncer de mama.

O termo de cooperação será assinado pelo prefeito, pela secretária municipal da Saúde, Eliane Chomatas, pelo secretário de Atenção à Saúde do Ministério da Saúde, Helvécio Miranda Magalhães Júnior, e pelo diretor-geral do Inca, Luiz Antônio Santini Rodrigues da Silva.

Mulher Curitibana

Na prática, a meta de Curitiba com a parceria com o Inca é ampliar o número de mamografias mensais realizadas em mulheres a partir de 50 anos de idade – a faixa etária mais suscetível ao desenvolvimento do câncer mamário por concentrar 59% dos casos da doença.

A taxa de incidência do câncerde mama na cidade é de 76 por 100 mil. Das cerca de 220 mil moradoras da cidade a partir de 50 anos, perto de 150 mil frequentam as unidades de atendimento da Secretaria Municipal da Saúde.

Em maio a cobertura chegou a 7,5 mil exames, mas a capacidade instalada no município é de 14 mil testes. Em comparação com 2010, o número de exames feitos pelo SUS cresceu 32% nos três anos que antecederam a implantação do Mulher Curitibana, em novembro de 2009.