Os entulhos do Belém serão
retirados até dezembro.

Sessenta mil metros cúbicos de entulho, principalmente lixo e areia, serão retirados do Rio Belém até dezembro. A Prefeitura de Curitiba está fazendo dragagem em 7,5 quilômetros do rio, no trecho que vai da BR -116 até o Rio Iguaçu, nas regiões dos bairros Guabirotuba, Uberaba e Boqueirão. O trabalho está sendo feito com o objetivo de evitar enchentes provocadas pelas chuvas de verão.

O volume a ser retirado do Belém é equivalente a 6 mil cargas de um caminhão basculante. A última dragagem nesse trecho do rio foi feita em 1999. De lá para cá, lixos domésticos e a areia que cai nas caixas de captação de água espalhadas pela cidade foram sendo depositados no fundo do leito, que ficou assoreado.

Cerca de R$ 4 milhões serão investidos na obra, que prevê ainda a limpeza das margens, tubulações e dos canais efluentes. Onde não há rua lateral será feito o alargamento das margens do rio. Esse alargamento pode chegar a três metros.

Segundo o engenheiro Gilmar Roloff, responsável pela Bacia Belém na Secretaria Municipal de Obras Públicas, 30% da vazão estava comprometida. A retirada dos entulhos vai aumentar a profundidade do Belém em cerca de um metro. Com isso, a vazão vai melhorar e haverá menos riscos de enchentes.

O resultado da dragagem já pode ser visto, por exemplo, no trecho de 300 metros que vai da Rua Bley Zorning até a Rua Victor Meireles, no Uberaba. No local, o Belém seguia um trajeto irregular. A vegetação e parte das margens estavam despencando sobre ele. A dragagem endireitou o leito, e as margens foram limpas. Como não encontra mais obstáculos, a água deixou de forçar a passagem e provocar erosões.

Na confluência com o Rio Iguaçu, o Belém foi comendo a margem contrária, o que provocou uma grande erosão que estava comprometendo as edificações vizinhas. Parte do fluxo da água havia sido interrompido por queda de barrancos, areia e lixo. Com o canal mais estreito, a velocidade da água aumentou, provocando a erosão. Durante a dragagem, os bancos de areia serão removidos e o leito voltará ao local original.