A greve dos trabalhadores do transporte coletivo de Cascavel, que estava marcada para hoje, foi cancelada ontem, após audiência na Justiça do Trabalho, entre representantes da Companhia Cascavelense de Transporte e Tráfego (CCTT) da Prefeitura de Cascavel, das empresas concessionárias e Sindicato dos Trabalhadores de Transporte Coletivo Urbano de Cascavel (Sintracovel). A proposta de conciliação definiu por reajuste de 10% na folha de pagamento de junho, 2,5% no mês de outubro e outros 2,5% em fevereiro de 2004.

Para o prefeito Edgar Bueno, a greve traria prejuízos para todos, principalmente para o usuário do sistema. Segundo o prefeito, todo esforço para chegar ao consenso foi feito. “Se é justo que estes trabalhadores tenham salários reajusta, também é justo não penalizar a população que necessita do transporte coletivo”, completou.

Sérgio Donadussi, presidente da CCTT, explica que uma assembléia com os trabalhadores, marcada para amanhã, selará a proposta. Ele explica ainda que, a partir de agora o prosseguimento da negociação aguardará o resultado da assembléiada categoria. “A proposta será analisada pelos próprios trabalhadores que são os maiores interessados no assunto”, ressaltou o presidente. Na próxima segunda-feira, está marcada nova audiência Justiça do Trabalho para formalizar a decisão final.