Mais de 5 mil pessoas passaram, apenas na manhã deste sábado (8), pela 1ª feira do Emprego e da Qualificação Profissional da Região Sul de Curitiba, promovida pela Secretaria do Trabalho e Emprego no ginásio de esportes da Rua da Cidadania do Pinheirinho. A feira colocou à disposição dos trabalhadores 5 mil vagas de empregos e três mil vagas para cursos profissionalizantes.

“Esta é a primeira feira descentralizada promovida pela Prefeitura, e cumpre o nosso objetivo de levar os serviços para mais perto da população”, disse o prefeito Gustavo Fruet, que esteve no local. “Queremos levar para perto das pessoas oportunidades de emprego e assim incentivar o desenvolvimento socioeconômico local e ainda melhorar a qualidade de vida como um todo”, diz a vice-prefeita e secretária municipal do Trabalho e Emprego, Mirian Gonçalves.

Ela lembra que a proposta é incentivar os arranjos produtivos locais e a qualificação da mão de obra. Durante a feira, muitas efetivações foram realizadas com sucesso.

“Muitas pessoas já saíram daqui com a carteira assinada”, disse Terezinha Lemos, gerente de Recursos Humanos de uma das 34 empresas inscritas para cadastrar interessados em ocupar as vagas. “O mutirão promovido pela Prefeitura é muito bom porque reúne em um só lugar todas as oportunidades de emprego. Facilita a vida dos candidatos e dos consultores de RH, que conseguem preencher com facilidade as demandas”, afirmou.

Para Ana Célia Lourenção, diretora de Convênios da Secretaria do Trabalho e Emprego, esta é uma época em que tecnicamente, Curitiba está registrando o pleno emprego. “Tem vagas sobrando. E para os que não possuem qualificação, existe a possibilidade dos cursos profissionalizantes”, explicou ela.

Resultado

A feira ofertou à população mais de 5 mil vagas de emprego em diferentes áreas e para todos os níveis de escolaridade. Também foram ofertadas mais de 3 mil vagas em cursos gratuitos, desenvolvidos pelo Sistema S e pelo Instituto Federal do Paraná.

Lucilene Schultz, desempregada há oito meses, saiu feliz. “Consegui uma entrevista para segunda-feira, como operadora de caixa. Estou mais tranquila e tenho esperança que vai dar certo”, disse ela.

Além dos estandes de oferta de vagas, o evento reuniu serviços de várias secretarias municipais, como as da Saúde, da Mulher, Defesa Social e de Relações com a Comunidade, que prestaram orientações à população. A FAS também ofertou cursos gratuitos durante a feira. A Secretaria de Esporte, Lazer e Juventude garantiu diversão para as crianças, com brinquedos gigantes e educativos. A Fundação Cultural de Curitiba preparou, para o período da tarde, uma programação especial, com bandas regionais, escolas de dança, capoeira, apresentações dos alunos do Ponto de Cultura do Pinheirinho. Houve também uma feira de artesanato, coordenada pelo Instituto Curitiba de Turismo.