A Rádio Clube Paranaense – conhecida como B2, por causa do prefixo original, PRB-2 – comemora hoje 78 anos. A emissora, a terceira mais antiga do Brasil e a primeira ainda em funcionamento, foi ao ar pela primeira vez no dia 27 de junho de 1924, quando Curitiba tinha apenas 70 mil habitantes. Até 1946, foi a única rádio existente na cidade.

Segundo o professor Luiz Witiuk, diretor de jornalismo da Rádio Clube, o período de ouro da emissora foi nas décadas de 40 e 50, ?quando artistas, locutores e apresentadores alcançaram fama e se projetaram no cenário da radiofonia e do teatro nos grandes centros. Para valorizar seu elenco, a emissora trouxe para seu estúdio nomes famosos como Orlando Silva, Emilinha Borba, Dalva de Oliveira e Gregório Barros. Um dos programas de maior audiência foi o da Revista Matinal, que durou 29 anos.
O presidente da Fundação Nossa Senhora do Rocio, mantenedora da rádio, Sérgio Rogério Azevedo Junqueira contou que a B2 foi criada por um grupo de amigos, que tinha o costume de reunir-se na residência de João Alfredo da Silva para ouvir rádio galena. ?No dia da fundação da rádio, o encontro foi na mansão de Fido Fontana. Lá, eles ouviram um concerto diretamente da casa de Lívio Moreira. No final, decidiram constituir a primeira diretoria, composta por Fido Fontana, Lívio Moreira e João Alfredo Silva?, lembra.
O primeiro transmissor da Clube tinha apenas 3 watts de potência na antena. Hoje, a emissora AM tem 50 mil watts em ondas médias e transmite também em três faixas de ondas curtas.