A Comissão de Cultura da Câmara dos Deputados analisa o Projeto de Lei no. 7.198/2014, de autoria do deputado federal Marcelo Almeida (PMDB-PR), que  concede o nome de Parque Nacional Marinho Jorge Narozniak ao Parque Nacional Marinho das Ilhas dos Currais. Criada pela Lei 12.829, de 20 de junho de 2013, essa unidade de conservação foi uma das principais lutas da atuação profissional de Narozniak, que faleceu no final do ano passado.

Nascido na Ucrânia, Narozniak radicou-se no Paraná ainda criança, junto com sua família. Graduou-se em Jornalismo pela antiga Universidade Católica. Foi repórter e redator da Revista Manchete e do Diário do Paraná e presidente do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Paraná, além de diretor da Federação Nacional dos Jornalistas Profissionais. Nos últimos 25 anos, integrou os quadros de profissionais do Grupo GRPCom, junto à RPCTV, período no qual produziu reportagens de repercussão nacional.

Em 2010, lançou o livro “Histórias do Paraná”, “uma espécie de bastidores dos tradicionais livros de história”, como humildemente gostava de definir a obra. Mas seu legado não se restringiu apenas aos campos do Jornalismo e da História. “Entre tantos outros méritos, a sociedade paranaense reconhece a contribuição pioneira do Jorge no surgimento do que podemos chamar de consciência ecológica no nosso Estado. Ele foi um dos primeiros defensores das causas ambientais, desde a época do Diário do Paraná. A criação do Parque Nacional Marinho das Ilhas dos Currais foi uma das suas bandeiras e, por isso, nada mais justo que homenagear a sua memória rebatizando essa unidade de conservação com o seu nome”, justifica Almeida.

O Parque Nacional Marinho das Ilhas dos Currais é o primeiro parque marinho do Paraná e o terceiro do Brasil. Ele é formado por três ilhas localizadas entre as baías de Guaratuba e Paranaguá, a 6,2 milhas da costa. Seu entorno é formado por quatro recifes que servem para a proteção do ameaçado Mero (Epinephelus itajara), espécie cuja pesca é proibida por lei. As ilhas abrigam mais de oito mil aves e o projeto de criação do parque tramitou durante 10 anos no Congresso Nacional.

O projeto que homenageia o jornalista Jorge Narozniak tem sua apreciação conclusiva nas Comissões de Cultura e de Constituição e Justiça e de Cidadania da Câmara dos Deputados.