O projeto de doutorado de um professor da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) bancado pela Companhia de Energia Elétrica do Paraná (Copel) irá mapear a evolução do uso do solo na bacia hidrográfica do Rio Tibagi e comparar com a evolução da qualidade da água. "O estudo irá determinar o impacto da agricultura e do crescimento das cidades na qualidade da água que abastece a região da bacia", esclarece o criador do projeto, José Hilário Delconte Ferreira, da coordenação do Curso Superior de Tecnologia em Gerenciamento Ambiental da UFTPR.

Batizado de "Relação entre a qualidade da água e a evolução do solo da bacia hidrográfica do Rio Tibagi", o projeto de doutorado irá avaliar os impactos através de fotos de satélites de 1985 até hoje, e analisará dados de estações de água da Copel e da Agência Nacional das Águas (ANA). "A partir disso iremos criar um banco de dados com informações da bacia, e a expectativa é que depois de concluído, o projeto se estenda para as demais bacias do Estado", diz Ferreira. Os dados, segundo o professor, podem ser utilizados para se descobrir os pontos de melhor e pior qualidade da bacia, ajudando a desenvolver programas para melhor utilização do recurso.

O custo do projeto está estimado em R$ 390 mil e será realizado durante três anos, começando já no início de 2006. Para isso será montado um laboratório de geoprocessamento no campus da UTFPR de Campo Mourão.