O Paraná é o estado brasileiro que mais investe no ensino superior. Enquanto a Universidade Federal do Paraná e o Cefet mantêm 31.235 alunos em seus cursos, as universidades estaduais abrigam 66 mil estudantes. Partindo desta constatação, o senador Alvaro Dias (PSDB) apresentou ontem, à mesa do Senado, um projeto de lei criando a Universidade Federal do Iguaçu, com sede na cidade de Foz do Iguaçu, destinada a ministrar ensino superior e ofertar programas de pesquisa e extensão, de modo a atender às demandas científicas e tecnológicas resultantes da posição estratégica de Foz no cenário interno, e da sua proximidade com os países do Mercosul.

Justificando a apresentação do seu projeto, Alvaro observou que, tradicionalmente, a educação superior fica a cargo da União. Ele disse que se a ação do governo federal quanto à educação básica é supletiva, a ação dos estados quanto à educação superior não deve ser exclusiva nem prioritária, mas complementar à da União. "O Paraná arca com a responsabilidade de manutenção, no ensino superior, do dobro dos alunos mantidos pelas entidades federais, o que vale dizer que investe muito mais no preparo de profissionais de nível superior do que o governo federal", justificou.