Com 38 votos a favor e 8 contrários, a Assembleia Legislativa do Paraná aprovou, nesta terça-feira (14), em segunda discussão (quando se debate o mérito da proposição), projeto de lei que regulamenta o ensino domiciliar (homeschooling) no Paraná.

+Viu essa? Três capelas pra conhecer em Curitiba que oferecem paz, tranquilidade e cultura

A proposição é assinada pelo deputado Márcio Pacheco (PDT), com outros 36 deputados como coautores. “Milhares de famílias já implementam o ensino domiciliar em suas residências, com uma série de restrições, limitações e perseguições, justamente por conta da ausência de uma legislação. O STF já decidiu que o ensino domiciliar é constitucional, mas precisa de regulamentação, que é o que estamos fazendo aqui”, disse Márcio Pacheco.

O deputado destacou a importância da educação domiciliar para famílias de crianças autistas, por exemplo. “É um direito para essas famílias oferecer educação de qualidade, reconhecida pelas autoridades, a seus filhos que, por diversas razões, não conseguem convier no ambiente escolar”, acrescentou.

>>Continue lendo na coluna de Roger Pereira, na Gazeta do Povo!

Web Stories

Símbolos!

Capivaras e seus casos inusitados em Curitiba!

Mudança!

Frente fria avança e promete mudar o tempo em Curitiba

Estreia da semana

Conheça o novo suspense do Prime Video: “The Voyeurs”

Malhação Sonhos

Dandara revela que está grávida