Londrina – A presidente da Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização (CMTU) de Londrina, Rosimeiri Suzuki Rosa Lima, assinou anteontem (dia 10), pela manhã, ato administrativo prorrogando o prazo de validade de cerca de 15 mil credenciais que dão direito ao passe livre no transporte coletivo urbano. A medida visa evitar o acúmulo de pessoas que buscam a renovação do documento no Terminal Urbano de Transporte Coletivo, localizado no centro da cidade, o que nos últimos dias tem provocado filas na loja de atendimento da companhia instalada no local.

A maioria dos beneficiados com credenciais de transporte gratuito são pessoas com deficiência, mas o benefício também é estendido a doentes crônicos e pessoas atendidas por entidades filantrópicas. Segundo o diretor de Trânsito, Transporte e Operações da CMTU, Álvaro Grotti Júnior, a maior parte das credenciais tem prazo de vencimento previsto para o dia 31 de outubro. Para ele, a iniciativa de alguns beneficiados em apressar a renovação do documento coincidiu com a procura dos que já tiveram a credencial vencida, o que tem provocado as filas no terminal. Por isso, com o ato administrativo a CMTU também adotou outras medidas para dilatar o tempo da renovação e oferecer mais tranqüilidade aos beneficiados. Uma das novas medidas divulgadas pela companhia é o aumento no prazo de validade do documento, que passa de seis meses para um ano. “Acreditamos que, com isso, as pessoas terão menos trabalho para utilizar o benefício, porque só de ano em ano é que terão de procurar a CMTU para renovar a credencial”, afirmou Grotti.

Outra medida também anunciada é o aumento no horário de atendimento na loja do Terminal Urbano e no número de funcionários que trabalham no setor. A partir de amanhã, a loja passa a funcionar das 6h até às 14h. Anteriormente a loja só abria às 8h. A companhia também vai aumentar para seis o número de funcionários que trabalham no atendimento. Atualmente quatro funcionários desempenham a atividade.