Até a próxima quarta-feira, a Pontifícia Universidade Católica do Paraná está com inscrições abertas para o processo seletivo do curso superior de formação específica em Ciências Eqüinas, que é pioneiro no País, com duração de dois anos. No Brasil, existem mais de 200 mil cavalos de raça registrados nas associações e outro tanto de animais mestiços sem registro, servindo aos mais diferentes propósitos.

“Atualmente, constatamos sensível aumento do número de eqüinos e de praticantes de equitação de esporte e lazer. Esses animais necessitam de manejo especializado, treinamento, serviços técnicos, instalações elaboradas e alimentação especializada”, explicou o coordenador do curso, professor Antônio Felipe Paulino de Figueiredo Wouk. Ele esclareceu que o curso foi criado para suprir as necessidades da indústria eqüina paranaense e em esfera nacional. “Há forte demanda de profissionais, com qualificação técnica e científica, para trabalhar nesse setor”, revelou.

Segundo Wouk, a iniciativa da PUC é para atender a pedidos de pessoas que desejam trabalhar na indústria do cavalo, com reconhecimento e respaldo de uma instituição de ensino. “Estruturamos o curso de conformidade com requisitos do Ministério da Educação, visando oferecer aos participantes formação abrangente em uma área próspera e com amplo mercado de trabalho”, ressaltou.

A inscrição para o curso pode ser efetuada no prédio da administração do campus Curitiba, por procuração e via internet: www.pucpr.br. A taxa é de R$ 50,00. Para se inscrever, o candidato precisa de fotocópia da cédula de identidade e CPF. Podem participar todos aqueles que concluíram ou vão concluir, neste mês de junho, o ensino médio ou equivalente. As provas vão ser realizadas no próximo dia 23, constando de questões objetivas. As aulas começam no dia 29 de julho. Elas serão ministradas de segunda-feira a sexta-feira, pela noite, no campus São José dos Pinhais e na Academia do Cavalo.