Terminou ontem o Vestibular de Verão 2011 da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR). Das 9h às 12h30, os candidatos fizeram provas de Língua Portuguesa, Literatura Brasileira, Língua Estrangeira, Física e Geografia.

O concurso teve 18,8 mil estudantes inscritos (12% a mais do que no ano passado), mas 1603 faltaram aos exames, o que representa 8,5% do total de inscritos (mesmo índice de 2009). Foram 1566 faltas no sábado e 37 ontem.

O vestibular foi realizado em seis campi: Curitiba, Maringá, São José dos Pinhais, Toledo, Londrina e Joinville (SC). No último dia, os portões de acesso às salas de provas foram fechados pontualmente às 7h45.

Só no bloco de número um do campus da PUC foram oito atrasados. O gabarito dos exames foi colocado no site da PUCPR às 15h de ontem. A estimativa é que o resultado seja divulgado no próximo dia 28.

Atrasos

A estudante Adriane Szewczuc, que tentava vaga em Engenharia Ambiental, chegou ao bloco às 7h47. Ela insistiu com os seguranças para fazer as provas, mas não conseguiu.

Disse que atrasou porque demorou em conseguir vaga no estacionamento. “Também achei que eram os portões externos, de acesso ao campus, que fechavam às 7h45 e não os dos blocos. Acho que isto deveria ter sido mais bem explicado no site da PUC”, lamentou.

Muitos pais acompanharam os filhos até a entrada dos locais de provas. Eles ficaram aguardando até a saída dos candidatos, lendo livros e orando na capela da PUC.

Provas difíceis no primeiro dia

Ao comentar as provas, os estudantes apontaram as dificuldades. “Para mim, as provas de ontem (sábado) foram mais difíceis que as provas de hoje (ontem). Porém, tive dificuldade em Literatura. Li os livros solicitados, mas descobri que não lembrava de vários detalhes”, afirmou a candidata a uma vaga em Psicologia, Laisa Meichtry, de 17 anos.

A candidata ao curso de Design Industrial Alana Paciornik, 19, divide a mesma opinião: as provas de sábado foram mais difíceis. Em especial, citou a Matemática.

“Desde criança, Matemática sempre foi meu pesadelo. Chutei muito nesta prova e acho que acertei poucas questões. Física e Química também não estavam fáceis”, comentou.