Hoje, ao completar meio século de fundação, a Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR) prepara uma série de eventos alusivos à data. Nesta manhã, acontece uma missa comemorativa na Paróquia Universitária Jesus Mestre, no campus Curitiba, a ser celebrada pelo núncio apostólico do Brasil, reverendo Dom Lorenzo Baldisseri, e pelo arcebispo metropolitano de Curitiba, dom Moacyr José Vitti.

Entre as presenças confirmadas está a do irmão Seán Dominic Sammon, superior geral dos Irmãos Maristas, que ontem recebeu como homenagem a Outorga do Título de Doutor Honoris Causa. Após a missa, será inaugurado o Painel “PUCPR 50 anos”, além do plantio de uma muda de pinheiro araucária, a árvore símbolo do Paraná.

“Queremos que todos os setores que fazem parte da nossa universidade se considerem incluídos e participem da festa”, afirma o reitor da PUCPR, Clemente Ivo Juliatto. Ele ressalta que a reitoria faz questão que aconteçam eventos comemorativos em todas as áreas da instituição, com a inclusão de toda a comunidade universitária.

O reitor relembra a trajetória de sucesso de uma das mais importantes universidades do País. Juliatto comenta que a PUCPR foi inaugurada em uma época em que houve uma abertura expressiva de universidades católicas.

Naquela época, as únicas alternativas para fazer um curso superior eram as universidades federais e estaduais. “Por isso sentiu-se a necessidade da implantação de novas instituições educacionais para a juventude. Nessa época o número de universitários não passava de 200 mil. Hoje já são dois milhões de estudantes de nível superior no País”, afirma.

Juliatto salienta o crescimento gradual de alunos que a PUCPR vem apresentando ao longo dos anos. Em 2009, a PUCPR teve um acréscimo de 2% no número de alunos em relação ao ano anterior, contando atualmente com cerca de 31 mil alunos em todos os campi do Estado.