Policiais Civis estão nas ruas desde as primeiras horas da manhã desta terça-feira (11) para cumprir 46 ordens judiciais contra um grupo criminoso envolvido em esquema de sonegação impostos estaduais. Segundo as investigações, a quadrilha pode ter gerado um prejuízo de R$ 12,5 milhões aos cofres públicos. A ação policial ocorre em Maringá, no noroeste do Paraná.

+Leia mais! Sanepar vai suspender rodízio na RMC quando reservatórios chegarem a 80%

As investigações apontaram que os criminosos abriam empresas em nomes de laranjas. Conforme os débitos tributários eram cobrados pela Receita Estadual, outras empresas eram abertas gerando um ciclo de abertura e fechamento de firmas para burlar o pagamento de impostos.

As investigações de alta complexidade, iniciaram há 8 meses. Durante as diligências, a PCPR descobriu que o grupo criminoso atuava com o esquema de sonegação de impostos, há mais de 8 anos, causando prejuízo aos cofres públicos.

Estão sendo cumpridos oito mandados de prisão, 19 mandados de busca e apreensão, 18 mandados de sequestro de veículos e um arresto de imóvel.

+Viu essa? “Onda brutal de calor” na América do Sul? Veja como ficam as temperaturas no Paraná

Estelionato!

A associação criminosa ainda é investigada pela prática de estelionatos contra instituição financeira. Os criminosos conseguiam liberações de créditos, que eram utilizados posteriormente para a aquisição de bens, sem que fosse feito o pagamento dos valores acordados em contrato.

Os investigados podem ser indiciados pelos crimes de associação criminosa, falsidade ideológica, crimes contra a ordem tributária, estelionato e lavagem de dinheiro.

Nova novela

Conheça o elenco principal de “Poliana Moça”

Quanto Mais Vida, Melhor

Flavia/Guilherme se esconde no bar de Teca

Além da Ilusão

Davi pede desculpa a Isadora por tê-la beijado

Confira!

John Wick 2 e mais filmes e séries chegam nesta semana na Netflix