A madrugada deste domingo (9) foi marcada de acidentes na via-rápida conhecida como a Rápida do Portão. Pelo menos seis pessoas ficaram feridas, praticamente todas elas em estado grave. Os acidentes no trajeto, que tem cerca de quatro quilômetros, do Portão ao Pinheirinho, com diferença de menos de 3 horas, foram atendidos pela mesma equipe do Corpo de Bombeiros. 

O primeiro acidente aconteceu por volta de 3h, quando o motorista de um Gol não venceu a curva, se perdeu no cruzamento da Rua Francisco Frischmann com a Rua Professora Doracy Cezzarino, capotou e atingiu um poste. O motorista e dois jovens que estavam no carro ficaram feridos.

Com o impacto, o Gol quase partiu ao meio. O poste ficou pendurado e, por pouco, não caiu em cima do carro. De acordo com os socorristas, os jovens voltavam de uma festa e apresentavam sinais de embriaguez.

Os três ficaram em estado grave. Um garoto de 17 anos e um rapaz de 19 foram encaminhados ao Hospital Evangélico. Já outro ocupante, de 25 anos, foi socorrido às pressas ao Hospital do Trabalhador. Todos com risco de morte.

Curva do mal

O segundo acidente foi com minutos de diferença do primeiro, a quase uma quadra do Hospital do Trabalhador, no trecho em que a via-rápida passa a se chamar Rua Isaac Guelmann. Além do horário, a dinâmica do acidente também foi parecida: o motorista se perdeu na curva. A diferença é que este atingiu uma árvore.

Segundo os socorristas, o jovem de 19 anos perdeu o controle do Gol que dirigia entre o cruzamento da rápida com as ruas Dognor Cunha e Visconde do Serro Frio. Em alta velocidade, o rapaz foi direto na rua e bateu numa árvore.

Com o impacto, o carro ficou completamente destruído. O jovem foi encaminhado, em estado gravíssimo, ao Hospital do Trabalhador.

Nuvem negra

O terceiro acidente foi por volta das 6h, mais a frente, no trecho em que a rápida passa a se chamar Rua Marechal Otávio Saldanha Mazza, já no bairro Pinheirinho. Lá, próximo ao cruzamento com a Rua Mário Gomes Cézar, uma Pálio Weekend e um Siena bateram e foram parar na calçada de uma casa à venda.

Segundo os socorristas, o motorista da Pálio Weekend trafegava pela rápida, quando foi atingido pelo Siena, que descia pela Rua Mario Gomes Cézar. Três ambulâncias foram encaminhadas, pois três pessoas ficaram feridas: um casal que estava na Pálio Weekend e o motorista do Siena.

Entre os feridos, o mais grave era o condutor da Pálio Weekend. Conforme os socorristas, a suspeita era de uma fratura na coluna.

No terceiro acidente não foi apurado quem seria o culpado da batida. Policiais do Batalhão de Trânsito da Polícia Militar (BPTran) estiveram em todos os acidentes e fizeram os boletins de ocorrência. 

Um dos acidentes desta madrugada, fotografado pelo leitor do Paraná Online Fábio Scharnoveber.

Paraná Online no Facebook