O governador do Paraná, Ratinho Jr, o secretário estadual de Saúde, Beto Preto, além de toda a comitiva do governo do estado que esteve em Maringá sexta-feira (24) estão em isolamento preventivo após contato com o deputado federal Ricardo Barros (PP), que está infectado com coronavírus. O ex-ministro da Saúde do governo Michel Temer foi diagnosticado com covid-19 na noite de sábado (25) e está em internamento domiciliar.

Aproximadamente 20 pessoas participaram da cerimônia em Maringá. De acordo com o boletim de domingo, o estado soma 1.156 casos confirmados e 73 mortes por covid-10.

LEIA MAIS – Com covid-19, ex-ministro da Saúde Ricardo Barros recebe alta após ser internado

Ratinho Jr e Beto Preto, que viajaram sexta-feira para a contratação de 108 leitos para o Hospital Universitário de Maringá, tiveram material recolhido para exame de coronavírus neste domingo (26). Durante a cerimônia de contratação em que estava Barros, o governador, o secretário de Saúde e nem os outros integrantes da comitiva respeitaram a distância mínima de 1,5 metro para prevenir a transmissão. Todos estavam de máscara.

Integrantes da comitiva também farão o exame. Até sair o resultado dos exames, o governador, o secretário de Saúde e todos os integrantes da comitiva estarão com a agenda cancelada. A previsão é de que os resultados saiam em 48h.

VIU ESSA? – Morre primeira profissional de saúde vitima do coronavírus em Curitiba

Além de representantes do governo estadual, também estavam na cerimônia em Maringá os deputados estaduais Dr. Batista (PMN), Evandro Araújo (PSC), o deputado federal Luis Nishimori (PL), o prefeito de Maringá, Ulisses Maia (PSD) e outros políticos .

Barros foi internado sábado na Santa Casa de Maringá, com tosse e dificuldades respiratórias e testou positivo para covid-19. Antes da cerimônia em Maringá, ele teria passado por Brasília, Rio de Janeiro e Curitiba. O ex-ministro da saúde teve alta hospitalar neste domingo e seguirá o tratamento em isolamento domiciliar.