Após reclamações de turistas e moradores da Ilha do Mel, no Litoral do Paraná, o Farol das Conchas, que estava apagado desde o segundo semestre de 2017, voltou a funcionar. Funcionários da Marinha realizaram o conserto na tarde da última terça-feira (20) para que o monumento histórico desempenhasse novamente seu papel como instrumento de navegação. Ainda assim, o ponto turístico segue com aspecto de abandono, repleto de ferrugem e danificado.

Segundo moradores da ilha, o farol estava apagado há cerca de seis meses e, até a última terça-feira, nenhum movimento referente à manutenção teria ocorrido no local. “Estamos há meses vendo tudo apagado, o que é um claro sinal de que a Ilha do Mel está carente de atenção e suporte”, afirmou o fotógrafo Bruno Santos, um dos idealizadores da campanha “Acenda o Farol”, lançada na última semana para chamar a atenção das autoridades a respeito do caso.

Já a Capitania dos Portos do Paraná informou que o problema foi constatado pela Marinha na última semana de fevereiro, quando a instituição teria iniciado o processo de reparo. “Fizemos todo esforço possível para restabelecer o sinal do farol o mais rápido possível”, disse o capitão dos Portos do Paraná, Germano Teixeira da Silva.

Pedido de restauração

Com seu papel para sinalização náutica restabelecido, a população da ilha pede agora que o monumento seja preservado e restaurado. “Falta cuidado com o paisagismo no local e com a aparência externa do farol, que está com vidros quebrados e cheio de ferrugem”, reclamou o morador Gustavo Schiavon.

Barco com 88 pessoas afunda na travessia da Ilha do Mel