Nas escolas, enquanto os estudantes ficam em casa esta semana para evitar a proliferação da gripe suína, os cerca de 60 mil professores da rede estadual de ensino começam treinamento sobre a doença. Vão receber informações sobre uso de álcool em gel, ventilação de ambientes e hábitos de higiene.

No primeiro dia de aulas após o recesso, os professores trabalharão em sala de aula os conteúdos vistos no treinamento e distribuirão panfletos de orientação. Aos alunos, será solicitado caneca plástica para usar nos bebedouros. A suspensão das aulas, até o próximo dia 10, para todos os níveis de ensino, público e privado, foi anunciado pelos órgãos competentes na semana passada.

Suspeitas

O Hospital de Clínicas já registrou nove mortes suspeitas de terem sido causadas pela gripe A (H1N1), a gripe suína. Nenhuma, no entanto, ocorreu neste fim de semana. Até a noite de ontem, 32 pessoas com suspeita da doença eram mantidas no local, sendo 14 na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 15 na unidade de infectologia, além de três pessoas na ala semi-intensiva. Em observação estavam oito pacientes no pronto-atendimento.