O reitor da Universidade Estadual de Maringá (UEM), Júlio Prates Filho, afirmou na manhã desta quinta-feira (1º), em entrevista coletiva à imprensa, que fará uma reunião com os estudantes que ocuparam a reitoria para buscar uma solução para o impasse. “Vou exigir que eles saiam. Caso isso não ocorra, vou até o Ministério Público pedir reintegração de posse, pois essa situação não pode continuar”, disse.

Continue lendo em odiario.com