Religião e psicanálise serão discutidas na sexta-feira, das 20h30 às 22h30, por integrantes da comunidade e do Núcleo Psicanalítico de Curitiba (NPC), entidade criada em 1985 e filiada à International Psychoanalytical Association (IPA). O encontro recebeu o nome de Uma Visita à Religião ? da Expulsão do Paraíso ao Encontro com Deus e será promovido no auditório do MAD Centro Médico, em Curitiba.

Segundo o psicanalista Edival Perrini, o NPC faz encontros mensais. Desta vez, a religião foi escolhida como tema por ser de bastante interesse e gerar muita polêmica. “A religião faz parte do ser humano desde os primórdios. Dentro de cada um de nós existe uma dimensão religiosa e cada ser humano a experimenta, quer se dê conta disso ou não”, afirma.

A conversa deve girar em torno da diferença entre liturgia e religião. Edival explica que a religião, seja ela qual for, faz com que pessoas caminhem ao encontro de um ser superior, saiam de um mundo só seu, não se sintam tão sozinhas no mundo e, consequentemente, aumentem sua qualidade de vida. “A religião faz com que as pessoas desenvolvam respeito e preocupação com si próprias e com os outros”, diz.

Já a liturgia é dotada de atos obsessivos e repetitivos, que podem levar ao fanatismo. São rituais desenvolvidos por um grupo que, muitas vezes, não fazem mais sentido, não são discutidos e podem levar à violência. “Estes atos não levam ao desenvolvimento espiritual e geralmente seus praticantes não questionam se eles são certos ou não. Alguns levam ao fanatismo, onde inclusive se mata em nome de uma crença”, afirma Edival.

Também devem participar da discussão, que é aberta a todos os interessados, o psicanalista Andreas Zschoerper Linhares e o professor de Filosofia, Cultura Religiosa e Ética Luiz Alberto Sousa Alves, da PUC.

O MAD Centro Médico fica na Rua da Paz, 195, Alto da Quinze. A entrada é gratuita. Mais informações podem ser obtidas pelo (41) 263-1495, com Rosane, durante a manhã.