A comunidade acadêmica da Universidade Federal do Paraná (UFPR) foi às urnas ontem para escolher o seu novo reitor. As urnas ficaram abertas até às 21h de ontem, quando foram levadas para a apuração, no Teatro da Reitoria. A estimativa da organização do processo eleitoral era de receber entre 20 mil e 22 mil votos nas 37 urnas das 19 seções eleitorais distribuídas por todos os campi da universidade, inclusive em Palotina e em Pontal do Paraná. A previsão é que o resultado oficial seja divulgado na manhã de hoje.

?A expectativa é de termos uma média de 70% de votantes entre os professores e técnicos e de 40% a 50% entre os estudantes? revelou o professor João Negrão, coordenador das eleições na UFPR. Professores, técnicos administrativos e estudantes formam os três colégios eleitorais que computarão votos para a eleição paritária. ?Cada categoria terá o peso de um terço no resultado final?, explicou Negrão.

Os eleitores tinham três opções para gerir a instituição de 2006 a 2010: a chapa ?Muito Mais Universidade?, formada pelos professores Carlos Augusto Moreira Júnior, candidato à reeleição para o cargo de reitor, e Márcia Helena Mendonça, vice-reitora; além das chapas de oposição ?Hora de Repensar?, composta por Cid Aimbiré de Moraes Santos e Antônio Cesar de Almeida Santos, e ?Dignidade e Orgulho de ser UFPR?, com Francisco de Assis Marques e Júlio Cesar Wiederkehr.

Durante o dia de ontem, os candidatos visitaram as seções e demonstraram tranqüilidade e confiança quanto ao resultado das urnas. ?Nossas expectativas são as melhores possíveis?, afirmou Francisco Marques. O assessor da campanha de Moreira, Nilton Brandão, revelou que a expectativa é de um resultado favorável à reeleição. ?Não foi divulgada nenhuma pesquisa oficial, então não é possível fazer especulações sobre o resultado?, lembrou Cid Aimbiré.