A Sanepar concluiu na madrugada desta sexta-feira (14) mais uma das obras de adequação da rede, em função da construção da Linha Verde, trecho na BR-476 (antiga BR-116), em Curitiba. Foram 19 horas ininterruptas, em que 20 trabalhadores interligaram a nova tubulação com a antiga. Até agora, a empresa já investiu meio milhão de reais nessas obras, no trecho entre o Pinheirinho e o Jardim das Américas (Centro Politécnico).

As mudanças seguem o cronograma estabelecido pela Prefeitura, que realizou o projeto. Conforme a Linha Verde avança, a Sanepar executa os serviços necessários, como adequação e ampliação das redes de água e de esgoto. Eventualmente, para executar os serviços, é necessário interromper o fornecimento de água.

Entre as principais intervenções já realizadas está o remanejamento da tubulação adutora que transporta a água tratada do reservatório Corte Branco para o reservatório Portão. Essa tubulação, com 70 centímetros de diâmetro, exigiu peça especial em aço carbono, para atender o novo sistema de drenagem. A obra durou 45 dias. Outro serviço de grande porte, em execução, é a implantação de 250 metros de adutora com 80 centímetros de diâmetro para que seja possível fazer o desvio do córrego da Avenida Wenceslau Braz.

O gerente da Sanepar para Curitiba e Região Metropolitana, Antonio Carlos Gerardi, explica que, desde fevereiro deste ano, é feito trabalho em conjunto nas obras dos binários. ?Nossas equipes iniciam os trabalhos de campo de acordo com o cronograma fixado pela Prefeitura.? Segundo ele, o cronograma, da parte da Sanepar, vem sendo cumprido, e as redes de água de esgoto estão sendo adequadas conforme ocorre o avanço dos trabalhos de pavimentação. As adequações estão sendo feitas ?exclusivamente para satisfazer os projetos da Prefeitura?, uma vez que as necessidades da empresa já estavam atendidas.