Quinhentos quilos de queijo colonial e 600 litros de vinho fabricado por colonos estarão a venda hoje, em São Jorge D’Oeste, no Sudoeste do Estado, durante a 1ª Fest Queijo. A festa acontece na comunidade de Nossa Senhora Consoladora. Haverá apresentação de grupos folclóricos e corais, além de um jantar com pratos típicos da cozinha italiana a partir das 19h.A festa tem como objetivo valorizar o trabalho do colono e preservar sua cultura. “O queijo colonial daqui é o melhor do interior do Paraná”, diz o engenheiro agrônomo Jair Klein, da Emater. A maioria dos produtores da região participou de cursos técnicos promovidos pela empresa de extensão rural do Governo do Estado.A produção de leite no município é de 30 mil litros/ dia. Mais da metade da produção é transformada em queijo colonial, prato e mussarela. A produção de queijos feita nas propriedades permite ao produtor um ganho 40% maior sobre a venda do leite.A Prefeitura de São Jorge D’Oeste e a Emater trabalham agora na inseminação artificial e melhoramento genético do rebanho, além do acompanhamento técnico nas 28 associações de produtores.