Foto: Arquivo

Maringá tem nova responsável pelo tráfego aéreo.

A empresa Terminais Aéreos de Maringá (SBMG), atual administradora do Aeroporto Sílvio Name Júnior, será a nova responsável pelo controle do tráfego aéreo em Maringá. A decisão foi autorizada pelo juiz José Carlos Fabri, substituto da 2.ª Vara Federal de Maringá.

Até então, o serviço da Estação Permissionária de Telecomunicações e Tráfego Aéreo (Epta) estava sendo feito, temporariamente, por militares do Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo (Cindacta II).

Segundo o superintendente do aeroporto, Marcos Valêncio, a equipe de controladores da SBMG já recebeu treinamento e está aguardando visita técnica do Cindacta para homologação. ?A partir da autorização do Cindacta, haverá um período de aproximadamente dez dias em que os controladores vão operar simultaneamente com o Cindacta, que deixa logo após o serviço para controle da SBMG?, explicou.

A expectativa é que a visita de representantes do Cindacta II aconteça até o fim da semana. ?Haverá um comprometimento maior com a população de Maringá?, afirmou Valêncio. Anteriormente, o serviço era feito pela companhia aérea Nordeste Linhas Aéreas.

Em dezembro do ano passado, o Ministério Público Federal ajuizou ação civil pública para que fosse determinada a implantação de uma torre de controle com funcionamento ininterrupto, além da realização de licitação para a contratação de empresa para a exploração do serviço. Assim, foi cancelada a permissão para as empresas que faziam o serviço. Se for entendido que a licitação é necessária, a decisão atual pode ser revogada. Para isso, o juiz vai avaliar a necessidade de licitação no decorrer do processo.