A evolução da sua empresa começa por você. Com este enfoque, a segunda edição da Semana da Pequena Empresa – evento promovido pelo Sebrae no Paraná entre os dias 1º e 5 – conseguiu atingir mais de 420 mil pessoas em todo o Estado. As soluções do Sebrae para o fortalecimento dos pequenos negócios foram levadas por meio de atendimentos presenciais, consultorias nas praças, palestras, oficinas, seminários, call center, acessos ao Portal, boletins virtuais, mensagens de celular, entre outros.

O encerramento do evento aconteceu nesta sexta-feira no escritório do Sebrae em Maringá, marcando as comemorações do Dia Nacional da Micro e Pequena Empresa – celebrado no dia 5 de outubro. Um café da manhã reuniu toda a diretoria da entidade, autoridades locais e estaduais, diretores de entidades parceiras e empresários.

"Com esta ação, o Sebrae no Paraná busca conquistar uma meta ousada, que é a de estar presente em 100% dos municípios do Estado, mostrando que temos soluções que dão resultados para a pequena empresa", ressaltou Allan Campos Costa, diretor-superintendente do Sebrae no Paraná, durante o encerramento. Em cinco dias, foram desenvolvidas atividades presenciais em 72 municípios, com mais de 334 eventos simultâneos, totalizando o maior número de atendimentos da história da entidade em apenas uma semana.

Os resultados da Semana vêm para comprovar a força que as micro e pequenas empresas têm no Paraná. Uma pesquisa divulgada em agosto pela entidade mostrou que 99% das empresas formais existentes no Brasil são micro ou pequenas, sendo responsáveis por 56% dos postos de trabalho com carteira assinada do País. "Quando analisamos os pequenos municípios, este número é ainda mais expressivo, podendo chegar a quase 100%", observa Campos Costa.

Para atingir esse público, muitas vezes carente de informações que dêem sustentabilidade aos seus negócios, o Sebrae montou tendas de atendimento nas praças de 21 municípios do Estado, além dos escritórios regionais e pontos de atendimento, realizando consultorias para os empresários que já têm um negócio e para os empreendedores que querem montar sua pequena empresa.

No Paraná, existem mais de 450 mil micro e pequenas empresas formais, mas os dados podem aumentar significativamente se forem contabilizadas as empresas informais. De acordo com a mesma pesquisa, divulgada em agosto, o Paraná registrou um importante aumento da taxa de sobrevivência das pequenas empresas, saltando de 50,6% para 74,8%. "O Sebrae desempenhou um papel fundamental para a redução da mortalidade das empresas no Estado, fornecendo informações para os empresários e atuando como parcerio das associações em diversas áreas de atuação", destacou Enio Verri, secretário do Planejamento e Coordenação Geral do Estado do Paraná, durante a cerimônia.

A pesquisa mostrou que entre as empresas que não sobreviveram aos dois primeiros anos de atividades (25,2% do total), 100% não buscaram nenhum tipo de informação ou conhecimento. "Nosso objetivo com a Semana é mostrar aos empresários que o Sebrae oferece soluções e todo o conhecimento necessário para o sucesso das empresas. E que essas soluções dão resultado", enfatiza Allan Campos Costa, que lembrou a célebre frase do presidente norte-americano Abraham Lincoln, para justificar as metas ousadas da entidade com o projeto: "Determine que algo pode e deve ser feito, e então você achará o caminho para fazê-lo".

Encerramento

Maringá, no noroeste do Estado, foi escolhida para selar o encerramento da Semana da Pequena Empresa. Município modelo no apoio às micro e pequenas empresas, foi a primeira cidade do Brasil a instituir uma Lei Geral da Micro e Pequena Empresa Municipal. "As micro e pequenas empresas de números 150 mil e 200 mil, formalizadas no Paraná, estão em Maringá. Desenvolvemos diversos projetos voltados para o desenvolvimento segmento, como o APL de Software, sendo que o apoio do Sebrae tem sido fundamental para o sucesso", destacou o prefeito de Maringá, Silvio Magalhães Barros.