Para garantir material didático gratuito a 400 mil alunos do ensino médio, no início do ano letivo, a Secretaria da Educação adquiriu ontem, por pregão eletrônico, 650 mil livros de Português e Matemática. O material será entregue no prazo máximo de 30 dias.

A iniciativa é parte de medidas pioneiras adotadas pelo governo do Paraná para suprir a falta de material didático na rede pública. O investimento proposto no edital foi R$ 4,9 milhões e o aplicado no pregão foi de R$ 2,22 milhões. O restante será utilizado na compra de livros de Matemática para a 2.ª e 3.ª séries. Por intermédio do pregão, a secretaria adquiriu livros de Português para as três séries e de Matemática para a 1.ª.

Tentativas

A Secretaria da Educação já havia feito três tentativas de compra direta junto às editoras. A primeira delas, foi a tentativa de pagar pelos direitos autorais dos livros para que o conteúdo pudesse ser reproduzido pelo Estado. Tanto na primeira, como nas outras duas tentativas, as editoras não se inscreveram na licitação.

Após a terceira tentativa de aquisição dos livros, a Associação Brasileira dos Editores de Livros (Abrelivros) enviou uma carta comunicando que suas associadas não estariam interessadas em participar do processo licitatório. A partir daí, a secretaria decidiu pela compra feita por pregão eletrônico, dentro dos mesmos critérios estabelecidos pelo Ministério da Educação (MEC).