Um acidente entre duas motocicletas deixou um dos condutores em estado grave na noite de quarta-feira (23) no centro de Pinhais. Na queda, ele foi atropelado por um carro que não teve tempo de desviar.

Por volta das 18h40, no cruzamento da Avenida Ayrton Senna da Silva com a Rua Quênia, os condutores em duas motocicletas – uma YBR e uma CG seguiam na pista sentido Pinhais. O condutor da CG, Sérgio Reis Nunes, 38 anos, vigilante, deu o pisca para virar a esquerda, na Rua Quênia e o outro motociclista, não identificado, que pilotava a YBR, vinha atrás de um ônibus e colidiu na traseira de Sérgio.

“Foi um susto. Dei o pisca e de repente senti uma pancada. Depois disso não lembro mais de nada”, contou Sérgio, que trabalha na esquina de onde aconteceu o acidente. Ele não teve ferimentos graves.

No momento da queda, o motorista da EcoSport prata que vinha sentido Curitiba não teve tempo de desviar e acabou arrastando a vítima por alguns metros. Ele estava no local mas negou que tenha se envolvido na situação. Disse apenas que desviou e parou para olhar o que tinha acontecido.

No entanto, no local, testemunhas contaram que o carro passou por cima da vítima. Ele teve fratura exposta no braço e diversos ferimentos no rosto e foi encaminhado em estado grave ao Hospital Evangélico.

No entanto, no local, testemunhas contaram que o carro passou por cima da vítima. 

Sem sinalização

 Moradores da região central e do bairro Pineville reclamaram sobre a falta de sinalização das ruas. Foi verificado que não há sinaleiro, placas, lombadas, nem faixa de pedestres.

Osmar Gomes, morador da casa da esquina do cruzamento disse que cansou de ver acidentes. “Infelizmente não foi o primeiro e nem será o último se não houver atenção para esta reivindicação”.