Cerca de 500 sem terra que ocupavam a fazenda Campo Real, em Candói, na região Centro-Oeste do Estado, foram retirados pacificamente do local ontem. Segundo estimativa da Polícia Militar, outros 300 ainda estavam no local e deixariam a área no máximo até hoje, finalizando o processo de desocupação. A retirada dos invasores da fazenda começou na quarta-feira.

Vinte e cinco policiais militares acompanharam a desmontagem dos mais de 300 barracos e organizaram o transporte dos sem terra até os locais de origem de cada família. A Polícia Rodoviária também participou da operação monitorando o trajeto percorrido por três ônibus, 17 caminhões e carros de passeio que levaram as pessoas com seus móveis, utensílios domésticos e alimentos. Segundo a PM, os integrantes do MST foram para as cidades de Clevelândia, Nova Prata do Iguaçu, Londrina e Dois Vizinhos. Dois oficiais de Justiça também acompanharam a desocupação.

Cerca de mil sem terra ocupavam a fazenda desde o dia 1.º de agosto deste ano. A reintegração de posse foi acordada entre os líderes do MST e representantes da Secretaria de Estado da Segurança Pública na última quarta-feira. Esta é a 78.º desocupação pacífica promovida pelo governo de Roberto Requião. A Fazenda Campo Real tem cerca de 1.250 alqueires e produz aveia, trigo, batata e possui pastagem para gado.