Um protesto dos servidores do magistério municipal de Araucária bloqueou a BR-476 (Rodovia do Xisto) das 10h às 11h30 desta segunda-feira (4). A manifestação interrompeu o trânsito nos dois sentidos da via, na altura da Avenida Independência durante todo esse período.

O objetivo da manifestação era fazer com que o prefeito Olizandro Ferreira se comprometa a receber a categoria e negocie soluções para as reivindicações dos servidores. Até agora, a Prefeitura se nega a negociar e não apresentou nenhuma proposta aos trabalhadores.

O protesto teve início em frente à Prefeitura de Araucária, às 9h, de onde os servidores saíram em caminhada até o terminal rodoviário da cidade. Os trabalhadores estão em greve o último dia 30 e exigem que a Prefeitura negocie as pautas prioritárias da categoria. 

Em assembleia marcada para as 15h desta segunda-feira, na sede do Sindicato dos Servidores do Magistério Municipal de Araucária (Sismmar), os servidores decidem sobre manutenção da greve. 

Motivação

Os servidores decidiram entrar em greve por conta da recusa da gestão em negociar com os sindicatos e a comissão de negociação. A administração até marcou uma reunião para o dia 15 de março, porém, após duas horas de espera, informou que não haveria reunião e entregou um ofício que não responde as pautas nem propõe soluções para os principais problemas.

As principais reivindicações dos funcionários são o reajuste salarial de 11,93%, aumento no vale-alimentação de R$500, pagamento das progressões atrasadas e contratação de mais servidores via concurso público, só na área da saúde faltam mais de 400 trabalhadores para dar conta das demandas. Além disso, os grevistas também exigem que sejam feitos corretamente os repasses da Prefeitura para o Fundo de Previdência, pois em fevereiro e janeiro o valor repassado foi menor que o devido.