Manchas escuras ou vermelhas e feridas que não cicatrizam. Estes são os alertas para o câncer de pele, que atingem principalmente as pessoas de pele e olhos claros. Os primeiros sinais normalmente aparecem a partir dos 50 anos de idade, em virtude do efeito acumulativo dos prejuízos da exposição solar.

O alerta para a importância sobre a prevenção e o diagnóstico precoce foi dado na Campanha Nacional de Prevenção ao Câncer de Pele, que está acontecendo neste sábado (26) em todo o Brasil. Este domingo (27) é o Dia Nacional de Combate ao Câncer.

A iniciativa tem apoio da Sociedade Brasileira de Dermatologia. Os moradores de Curitiba e Região Metropolitana podem passar por uma triagem com médicos no Centro Médico da Santa Casa de Misericórdia, no Hospital de Clínicas e no Hospital Evangélico. O atendimento é gratuito e vai até às 15h.

Na Santa Casa, a procura estava bastante grande durante toda a manhã. “Nós fazemos uma espécie de triagem. Se houver indício de câncer, imediatamente fornecemos uma guia para o paciente apresentar no posto de saúde mais próximo da casa dele. De lá, ele é encaminhado para o serviço da Santa Casa com prioridade”, explica Luiz Carlos Pereira, chefe do serviço de demartologia da Santa Casa.

De acordo com ele, as pessoas com pele e olhos claros e as que trabalham com exposição ao sol, como produtores rurais, devem redobrar a atenção. Os cuidados com a prevenção devem começar já na infância.

“Estes pacientes quase não têm melanina (responsável pela pigmentação da pele). Quanto mais morena for a pele, mais proteção por ter mais melanina”, afirma Pereira.

Ele lembra que todas as pessoas devem evitar a exposição ao sol ou o mormaço entre 10h e 15h, período em que a radiação é mais intensa. O filtro solar deve ser aplicado obrigatoriamente meia hora antes da exposição e reaplicado a cada duas horas.

Também é aconselhável o uso de bonés, camisetas claras e calçados leves. No dia-a-dia, fora das atividades de lazer – como piscina e praia -, o filtro solar deve ser aplicado pela manhã e por duas vezes à tarde.

“O importante é o tempo de exposição. Mesmo com o filtro solar, a proteção é limitada. Não há filtro solar que aguente. Não é para ficar o dia inteiro se expondo ao sol. Também é importante procurar refúgio embaixo das árvores, barracas ou guarda-sol”, orienta Pereira.

Ele ressalta que, em qualquer manifestação diferente na pele, deve-se procurar um médico. “A procura por um médico é fundamental, pode salvar vidas. Os melanomas, que são os tumores mais escuros, podem produzir metástase (que podem se espalhar pelo corpo”, alerta.

A dona de casa Iraci Rasera, de 59 anos, resolveu ir até a Santa Casa neste sábado devido às manchas pelas mãos e braços e por uma ferida no nariz. “Já faz um mês que estou com esta ferida no nariz, que sangra bastante. Os médicos acham que pode ser alguma coisa. Então vou no posto perto da minha casa para fazer o acompanhamento”, conta.

Lúcia Oliveira Santos, de 39 anos, foi procurar o atendimento gratuito por insistência do marido, que viu sobre a campanha em um cartaz no ônibus. “De um tempo para cá estou tendo uma alergia nos braços. Passei por outros médicos e ele não sabem o que é”, comenta.

Pereira fez uma avaliação inicial e acredita que possa ser uma alergia por causa do uso de luvas de borracha. Mas uma pinta bem escura no braço chamou a atenção do médico.

Neste domingo (27), o governo estadual promove uma caminhada no Dia Nacional de Combate ao Câncer. O foco será a luta contra o câncer de mama. No ano passado, 759 mulheres morreram no Paraná por causa da doença. Já são 651 mortes em 2011. A participação na caminhada é gratuita. A concentração será, às 9h, na Praça do Japão, e a caminhada vai até o Parque Barigui.