Com investimento de R$ 7 milhões, a rede de supermercados Bahniuk, da cidade de Mallet, no interior do Paraná, vai inaugurar até o começo de agosto a própria usina remota de energia fotovoltaica. A estrutura terá capacidade de 150 mil quilowatts hora, o equivalente ao consumo de mil residências, e será a maior usina remota a atender supermercados no estado.

A energia solar será para abastecer integralmente nove das 11 lojas do grupo na Região Sul. Esse é o primeiro passo da rede de varejo que já planeja estender a operação, produzindo e vendendo energia limpa e renovável para outros consumidores.

+ Leia mais: “Morte” da centenária Rádio Clube Paranaense B2 já tem data para acontecer

Serão abastecidos pela usina solar os mercados nas cidades de Mallet, Antônio Olinto, Inácio Martins, Paula Freitas, Paulo Frontin, União da Vitória e a loja de Palmeira, a ser inaugurada nessa semana. Nas outras duas lojas, de maior porte, o investimento na usina é inviável pelo alto consumo de energia elétrica. Essas duas unidades vão comprar energia no mercado livre também como forma de reduzir custos.

Apesar de a energia ser consumida pelos mercados Bahniuk na Região Sul do estado, a energia será produzida a cerca de 500 km de distância, no município de Marechal Cândido Rondon, no Oeste do Paraná.

+ Já na Tribuna! Incêndio destrói parte de terreiro de Umbanda em Curitiba; pai de santo suspeita de crime

“A escolha pelo local foi pelo fato de o Oeste ser um dos melhores pontos de irradiação solar no Paraná. Em Mallet a produção seria 15% menor do que será em Marechal Cândido Rondon”, explica Eduardo Hahn de Castro, presidente da Sion Energia, empresa de Curitiba responsável pelo projeto e concepção da estrutura para o Supermercado Bahniuk e que administra outras 17 usinas e desenvolve mais 16 projetos em seis estados brasileiros.

>>> Leia mais na coluna Paraná SA da Gazeta do Povo

Whatsapp da Tribuna do Paraná
RECEBA NOTÍCIAS NO SEU WHATSAPP!
Receba as notícias do seu bairro e do seu time pelo WhatsApp.