O Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar) recebeu um certificado que atesta que as medições de seu laboratório de materiais metálicos estão incluídas como modelo para análises e testes. Agora, o Tecpar é um dos oito institutos brasileiros capacitados a participar de um programa interlaboratorial para certificação de produtos metálicos.

O certificado, emitido pelo Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), tem validade até 2013 e é resultado de um trabalho de dois anos dos técnicos do Tecpar. Os laboratórios certificados que passam a avaliar e rastrear métodos e materiais por meio de análise química vão seguir as referências estabelecidas pelo grupo que reúne os melhores laboratórios do País.

Laboratórios no mundo todo têm seus resultados controlados por padrões e, para cada material analisado, existe um padrão correspondente. “Pode-se dizer que possuir padrões que cobrem todos os serviços prestados é um grande sonho para qualquer técnico que trabalha em laboratório, porque é a garantia que o resultado das análises realizadas está correto”, explica o gerente do Laboratório de Materiais Metálicos, Ladislau Nelson Zempulski.

O Laboratório de Materiais Metálicos tem 95% dos serviços prestados cobertos por padrões, um alto índice, considerando o preço dos materiais de referência, que variam de US$ 150 a US$ 400 cada um.

Para se ter idéia da importância da utilização de um padrão, a avaliação feita no Laboratório de Materiais Metálicos atende o setor metal-mecânico e a cadeia automobilística, realizando o controle químico metalúrgico, de corrosão, estruturas metálicas e em tecnologias de tratamentos de superfícies metálicas. Abrange ainda os mais diversos tipos de materiais que vão desde peças de engrenagem de relógios, medidores, carros e carteiras escolares.