Nem parece que o outono já começou. Temperaturas altas marcaram o primeiro dia da estação, que começou ontem às 14h32. O início do outono se mescla com características ainda presentes do verão, mas tudo deve ficar com a cara da nova estação a partir de abril. Daqui a pouco começa aquela rotina de usar casacos pela manhã, tirar o excesso na hora do almoço por causa do calor e de noite colocar tudo de volta.

Segundo Lizandro Jacobsen, meteorologista do Instituto Tecnológico Simepar, o fenômeno El Niño ainda estará presente no início do outono e vai influenciar o regime de chuvas e a temperatura.

“O El Niño já está bem mais fraco, mas ainda está presente. O fenômeno vai diminuir bem durante o outono”, afirma. A primeira semana da nova estação terá chuvas até terça-feira e queda de temperatura.

A partir do próximo mês, as chuvas ficaram mais escassas e os termômetros dificilmente marcarão temperaturas acima dos 30 ºC. Uma das características do outono é o grande intervalo de temperatura entre a manhã e a noite, que pode superar os 10 ºC.

“A ênfase acontece na primeira metade do outono. Depois as temperaturas ficam mais amenas e se aproximam da característica de inverno”, exploca Jacobsen. Ele alerta que neste período do ano o tempo pode virar radicalmente de um dia para o outro.

Por isso, o meteorologista recomenda a consulta frequente à previsão do tempo, especialmente para agricultores. Um dos riscos é a formação de geadas. Em abril, elas já podem aparecer nas regiões mais altas do Estado, como nas cidades de Palmas, Guarapuava e Inácio Martins. A partir de maio, as geadas podem atingir todas as regiões do Estado.

Durante o outono também é comum o surgimento de nevoeiros. Assim, o cuidado deve ser redobrado em alguns locais, como no trajeto pela BR-277 entre Curitiba e litoral do Paraná, especialmente na Serra do Mar.

Também se tornará comum as notícias de atrasos de voos e fechamento do Aeroporto Internacional Afonso Pena, em São José dos Pinhais, por conta dos nevoeiros.

O Simepar lançou a previsão para o outono e o documento cita a média, para a Região Metropolitana de Curitiba, de 55 a 75 milímetros de chuva e temperaturas entre 13,3 ºC e 22,6 ºC em abril.

Em maio, as temperaturas caem, para entre 10,6 ºC e 20,5 ºC, e as chuvas ficam na média de 50 a 95 milímetros. Já em junho a média de precipitação registra uma leve alta (60 a 100 milímetros) e as temperaturas ficam ainda menores (entre 8,7 ºC e 19,3 ºC).