Fortes chuvas, queda de granizo e ventos que atingiram 100 quilômetros por hora na noite desta quarta-feira (14) deixaram cerca de duas mil casas danificadas nas regiões Oeste, Sudoeste, Noroeste, Norte e Centro-Sul do Paraná. Um vendaval que passou por Cascavel destelhou aproximadamente 600 residências e derrubou mais de 50 árvores. Segundo levantamento parcial da Defesa Civil do Paraná, uma pessoa morreu e pelo menos 27 ficaram feridas.

Em Cascavel, o destelhamento de casas deixou 100 pessoas desalojadas e 20 desabrigadas, que foram encaminhadas a abrigos públicos, de acordo com a Defesa Civil. Das 600 casas afetadas pelo mau tempo, quatro foram completamente destruídas. Uma queda de árvore atingiu um caminhão e o motorista sofreu ferimentos leves. Foram registrados, ainda, danos no abastecimento de água, de energia elétrica, no sistema de transporte e de comunicações.

O temporal que durou pouco mais de um minuto causou uma morte em Santa Helena. Segundo a Defesa Civil, Leandro Taucher, de 28 anos, morreu quando uma árvore atingiu o carro que dirigia. Outra pessoa que estava no veículo ficou ferida. Aproximadamente duas mil pessoas foram afetadas pelas chuvas no município de apenas 24 mil habitantes.

A cidade de Iguatu registra 200 casas destelhadas e dez pessoas feridas, que foram encaminhadas para atendimento em Corbélia. O município também registra falta de energia. Em Três Barras, 200 residências foram atingidas na área rural, deixando 400 pessoas desalojadas. O temporal destelhou em Palotina 44 casas e, em Ampere, 30 residências. A Defesa Civil está distribuindo lonas aos moradores e realizando o corte das árvores. Durante o temporal, mais de 50% da cidade de Cascavel ficou sem energia elétrica, mas o sistema já está sendo restabelecido.

“Alertamos às pessoas para não se aproximarem dos postes de iluminação caídos nas ruas pelo perigo do contato com a fiação”, disse o 1º tenente da Coordenadoria Regional da Defesa Civil do Paraná, Amarildo Ribeiro. A Defesa Civil também alerta aos motoristas para cuidados no trânsito, já que alguns semáforos não estão funcionando.