Na porta, o protesto contra o fechamento.

O Tribunal de Justiça do Paraná (TJ) cassou ontem as liminares de mais quatro bingos. Bingo das Flores, Bingo Las Vegas, Kennedy Center Bingo e Palácio Center Bingo, todos na capital, tiveram as liminares, que faziam com que continuassem abertos, cassadas por despacho do presidente do TJ, desembargador Oto Sponholz.

Ontem, policiais do Centro de Operações Policiais Especiais (Cope), com participação de membros da Promotoria de Investigação Criminal (PIC), fizeram uma operação para fechar e lacrar as casas que tiveram as liminares cassadas na segunda-feira, também por despacho do presidente do TJ. Segundo divulgado pela Secretaria da Segurança Pública, foram lacrados sete bingos em Curitiba: Ventura Bingo Entretenimento, Bristol Golden Bingo, Village Batel Bingo, Millenium Entretenimento, Center Bingo Milênio, Kennedy Center Bingo e Bingo Las Vegas.

A advogada do Kennedy, Las Vegas, Palácio, e do Golden Bingo, em Ponta Grosa, Valéria Estorillio, informou que irá recorre da decisão de Sponholz.

O juiz Luiz Osório Panza, titular da 2.ª Vara da Fazenda Pública de Curitiba, voltou a despachar quatro liminares na noite de segunda, reabrinado as empresas Midas Empreendimentos e Organização de Eventos Ltda, Tricolor Empreendimentos e Organização de Eventos Ltda, Roma Empreendimentos e Organização de Eventos Ltda e Ruby Empreendimentos Ltda.

O procurador-geral do Estado, Sérgio Botto de Lacerda, disse que o fundamento dessas liminares é o mesmo das outras que já foram cassadas. “A ação da 2.ª Vara, que contraria decisões do TJ e do STF, acaba desmoralizando a Justiça”, reclamou.