Foto: Orlando Kissner/SMCS

Visconde de Guarapuava: mais rapidez.

Dirigir pela Avenida Visconde de Guarapuava ficou mais rápido, depois que a Prefeitura implantou novas faixas para circulação de veículos. Três meses depois das mudanças, a redução no tempo de deslocamento chega a 40%, informa a Prefeitura. ?Ou seja, um trajeto que era feito em 10 minutos agora é feito em apenas seis, um ganho de tempo que faz diferença na qualidade do trânsito da cidade?, afirma o diretor de trânsito da Urbanização de Curitiba S/A (Urbs), Gilberto Foltran.

A velocidade média dos veículos melhorou em todos os horários do dia. Nos horários de pico – das 7h às 9h, das 11h30 às 14h e das 17h às 19h30 – passou de 18 quilômetros para 34 quilômetros por hora. Fora destes horários de pico, a velocidade média dos automóveis passou de 40 para 50 quilômetros por hora.

A diferença parece pequena, mas permite que os motoristas consigam aproveitar a ?onda verde?. Esse é o nome que se dá à programação de abertura seqüencial dos semáforos, que funciona na velocidade média de 50 quilômetros por hora, considerada o ponto ideal entre segurança e agilidade numa rua onde o limite máximo é de 60 quilômetros por hora.

O almoxarife André de Lima é um dos motoristas que sentiram a diferença do tráfego na Visconde de Guarapuava. ?O tráfego está bem mais ligeiro. Antigamente você parava atrás de um carro e ficava meia hora. Agora é muito mais tranqüilo?, disse. O administrador de empresas Rodrigo Veiga, que passa todos os dias pela avenida afirmou que ?a mudança valeu a pena?.

Para ganhar mais duas pistas de circulação, a Prefeitura de Curitiba eliminou 350 vagas de Estacionamento Regulamentar (EstaR) em algumas quadras da avenida. (SMCS)