O governador Carlos Massa Ratinho Junior (PSD) assina nesta quarta-feira (15), em evento às 14 horas, o decreto da última etapa de transferência de custódia dos presos das carceragens da Polícia Civil para a uma penitenciária gerida pelo Departamento Penitenciário do Paraná (Depen). Após o cumprimento deste novo decreto, o governo concluirá a transferência de 12 mil presos que estavam em delegacias em 2019, liberando os policiais para cumprirem sua função constitucional de investigação e encerrando um gargalo histórico da segurança pública.

LEIA TAMBÉM:

> Precisando abastecer? Veja os menores preços de gasolina e etanol em Curitiba

> Paraná acaba com toque de recolher e libera eventos para até mil pessoas

> Shopping a céu aberto: comerciantes querem revitalização do Centro de Curitiba

Ratinho Junior anunciou há um mês, durante a assinatura das promoções e progressões dos servidores da segurança pública, que concluiria o processo de transferência em setembro, após a inauguração de novas penitenciárias em Ponta Grossa, Gauíra, Foz do Iguaçu, Londrina e Piraquara.

A presença de presos, inclusive já condenados, em carceragens de delegacias da Polícia Civil é uma das principais queixas do Sindicato dos Delegados de Polícia do Paraná, que levaram a um pedido de Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Segurança Pública na Assembleia Legislativa. Os delegados citam que, além da falta de efetivo e de infraestrutura, precisam tirar policiais da função de investigação para colocá-los para vigiar e escoltar presos. O decreto a ser assinado pelo governador nesta quarta-feira também prevê a proibição de futuras custódias de presos pela Polícia Civil.

Web Stories

Símbolos!

Capivaras e seus casos inusitados em Curitiba!

Mudança!

Frente fria avança e promete mudar o tempo em Curitiba

Estreia da semana

Conheça o novo suspense do Prime Video: “The Voyeurs”

Malhação Sonhos

Dandara revela que está grávida